Afinal, o que difere o transfer da sublimação?

Muitas pessoas não sabem a diferença entre esses dois processos, ou ainda tem algumas duvidas sobre o caso.

Para impressão usaremos equipamentos diferentes na sublimação e no transfer, usaremos uma impressora inkjet com tinta sublimática para sublimação e uma impressora laser para o transfer onde a trabalhamos à base de pó do toner.

Em termos técnicos a sublimação é um processo químico onde a tinta se encontra no estado solido impresso no papel sublimático, ao aplicar na prensa térmica, a tinta passa do estado solido direto para o estado gasoso, assim tingindo o material.

Já o transfer é um papel especial revestido com uma película, quando você aplica esse papel impresso, essa película irá aderir no produto junto com o pó do toner.
Para ficar mais fácil de entender, vamos explicar a diferença entre essas aplicações em duas partes: aplicações no têxtil e em produtos rígidos.

Aplicações no têxtil

Para aplicar a sublimação, temos que entender que essa solução funciona perfeitamente em tecido 100% poliéster (sintético), se o tecido tiver em sua composição menos poliéster, vamos ter menos cores vivas na estampa final. Devemos levar em consideração o mesmo em relação à cor do tecido, sendo indicado aplicar somente em tecidos brancos, caso contrario o resultado final ficará “lavado”.

Abaixo temos uma aplicação no tecido 100% poliéster:

Fonte: https://portalsublimatico.com.br/tipos-de-tecidos-para-sublimacao/

 

Agora temos uma aplicação feita num PV: 67% Poliéster 33% Viscose:

Fonte: https://portalsublimatico.com.br/tipos-de-tecidos-para-sublimacao/

 

Já o transfer não tem restrição do tipo de tecido nem de sua cor, o que precisará será adquirir papel transfer específicos para aplicações em tecidos claros como o TTC e um papel transfer especifico para aplicação em tecidos escuros como OBM Laser (com película branca) e o WOW (sem recorte e sem película).

Abaixo temos alguns exemplos de aplicações de transfer:

 

 

Aplicações em materiais rígidos

Sublimação:
Para aplicar em substratos rígidos com sublimação o material deve ser resinado, ou seja, se ele não for devidamente tratado para aplicação, você não irá conseguir uma aplicação boa.
Tenhamos uma caneca de porcelana como exemplo, à tinta sublimática não irá aderir na porcelana em si, com material tratado a tinta irá fixar na resina aplicada em volta do produto.

Transfer:

Como no transfer não é a tinta que irá fixar no material, mas sim uma película, para aplicar estes materiais com transfer, não precisaremos de um produto tratado para fazer a aplicação.
Então temos uma vantagem de não precisar de material resinado, o que abre um leque muito grande de produtos em que poderemos aplicar (material precisa ao menos suportar temperatura e pressão para aplicação).

Bons negócios e até o próximo post!

Qualquer duvida, estamos a disposicao!

Marcus Weisser – Suporte Técnico TMT Brasil 

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shopping cart